Por que cosméticos naturais, veganos e orgânicos são mais caros?

Quando começamos a jornada no mundo dos produtos de beleza naturais é provável que levemos um susto, isso porque a diferença de preços ainda é grande se compararmos produtos equivalentes da indústria convencional. Além disso, normalmente são mais difíceis de encontrar em cada esquina, ou em qualquer farmácia.

 

Mesmo que o custo possa fazer com consideremos as opções naturais como ‘totalmente fora do seu orçamento’, vamos conversar um pouco sobre os motivos que fazem com que produtos orgânicos tenham um custo mais elevado? Você vai perceber que, não por acaso, esses são exatamente os mesmo motivos que os fazem valer muito mais a pena.

 

Se analisarmos a maioria dos cosméticos convencionais, muitas formulações são compostas por até 80% de água. Quanto ao resto dos ingredientes, geralmente são preenchidos com emulsionantes, conservantes, fragrâncias (perfumes), produtos para melhorar a textura sensorial, deixando uma margem muito pequena para os princípios ativos reais, que são a principal fonte de nutrientes para a pele. Quando escolhemos um produto orgânico e natural precisamos entender que se trata de um produto muito mais potente porque é mais concentrados e possui ingredientes reais, e muitas vezes o produto tem uma durabilidade maior porque usamos uma quantidade menor no dia a dia.

 

Outro motivo que encarece o produto final é o fato de que as matérias-primas orgânicas podem chegar a custar quatro ou cinco vezes mais. Os produtores de orgânicos geralmente são menores em escala, sendo negócios familiares ou cooperativas que não utilizam aditivos químicos, antibióticos, agrotóxicos, hormônios e outros tantos venenos que facilitam a produção em larga escala desses mesmos ativos. A obtenção dos selos de certificação também acaba por encarecer o preço final.

 

O conceito de cosméticos que não prejudicam a natureza pela extração das matérias-primas, que prioriza orgânicos e estimula uma cadeia consumidora mais ética, saudável e responsável ainda é emergente. Muitas das empresas que optam por ser natural e utilizar ingredientes orgânicos, são menores e nem sempre têm a capacidade de alcançar a grande escala de vendas que ajuda a reduzir os preços. Além disso, as empresas verdadeiramente sustentáveis buscam adotar outras práticas como, por exemplo, compensar o uso de energia ou o uso da água, optar por instalações mais verdes e fazer a política reversa assumindo a responsabilidade pelas embalagens que colocou no mundo, nós por exemplo, trabalhamos com o selo EuReciclo, assim garantimos a compensação das nossas embalagens com uma tecnologia de logística reversa. Entenda melhor aqui.

ícone eu reciclo

Infelizmente no cenário econômico que vivemos hoje, gerir uma empresa com práticas “verdes” e “locais” pode custar muito mais do que gerir uma empresa que ainda usa práticas convencionais. Mas juntos, vamos chegar lá 😉

 

Por último mas não menos importante, parte do motivo pelo qual os produtos orgânicos ainda custam um pouco mais caro tem a ver diretamente com o consumidor (oferta x demanda). Quando a demanda por um cosmético sustentável aumentar, as empresas irão entregar – não pelos mesmos preços do convencional – mas com certeza, mais baratos do que os preços atuais. As nossas escolhas como consumidores ajudam muito a definir e equilibrar o mercado.

 

Você não precisa se sentir “enganado” ao adquirir um produto orgânico, muito pelo contrário! Sinta-se bem e feliz pela sua escolha. Você está agindo de maneira responsável com seu corpo e com o nosso planeta. Conte com a gente nessa jornada!

 

Por: Camila Grinsztejn